Viagens do Lider

Ana Mineiro

Ex-professora de línguas, dedicou-se ao jornalismo de viagem e acabou por abdicar da primeira carreira para não descuidar a segunda. A viajar de forma independente desde os 16 anos e a escrever e fotografar desde o início dos anos 90, é, provavelmente, uma das mais perenes jornalistas de viagem em Portugal, com publicações em revistas portuguesas e espanholas. Publicou também um livro de viagens (Onde os Rios têm Marés) e tem outro em preparação. Apaixonada militante de montanhas, desertos e lugares selvagens em geral, gosta de os explorar devagar, em trekking e a solo. Combina os seus principais interesses (viagens, comida vegana, leitura, escrita e fotografia) no site Comedores de Paisagem. Ana Mineiro é fotógrafa/viajante convidada do Fotoadrenalina em: Da Patagónia à terra do Fogo, Sri Lanka: à descoberta da Taprobana, Coreia do Sul, Bolívia e Chile, Myanmar – Alma Birmanesa, Costa Rica, Japão II (Small is Beautiful) e Japão – em busca do sol nascente.
Costa Rica

1 a 16 Maio | 16 dias

A Costa Rica é, provavelmente, o único país do mundo onde a natureza é o principal sustento e orgulho dos seus cidadãos. Viajar neste pequeno país da América Central é mergulhar num mundo verde de florestas antigas, lagos, vulcões e uma costa de mar azul, que nos remetem para um planeta fantástico, repleto de vida. Um paraíso para quem ama a natureza – e a fotografia.
Coreia do sul

03 a 17 Julho | 15 dias

A Coreia do Sul é uma ilustre desconhecida que vai singrando à sombra da sua tão falada “irmã” do Norte. Mas é ela a verdadeira guardiã da história e da cultura do antigo Reino Eremita: aqui estão os palácios imperiais, as fortalezas e os templos, e os hanok, bairros tradicionais onde muitos optam por passear com o traje tradicional. E apesar da brutal industrialização do país, há 22 Parques Nacionais que preservam verdadeiros oásis de beleza natural, cada um com o seu encanto próprio. A somar a tudo isto, a Coreia é também o berço de uma gastronomia única e muito apreciada internacionalmente - e os coreanos são os asiáticos mais latinos do planeta.

07 a 22 agosto | 16 dias

A Costa Rica é, provavelmente, o único país do mundo onde a natureza é o principal sustento e orgulho dos seus cidadãos. Viajar neste pequeno país da América Central é mergulhar num mundo verde de florestas antigas, lagos, vulcões e uma costa de mar azul, que nos remetem para um planeta fantástico, repleto de vida. Um paraíso para quem ama a natureza – e a fotografia.
Japão

25 setembro a 10 outubro | 16 dias

O Japão faz parte do imaginário de muitos ocidentais e não desilude. É um país extremamente fotogénico, dos templos e jardins às metrópoles mais desenvolvidas do mundo – um verdadeiro admirável mundo novo do ponto de vista da imagem. Só as paisagens naturais, com as suas montanhas, florestas e lagos, nos lembram que continuamos no mesmo planeta. Em março e abril a beleza redobra com o florescer das cerejeiras que começa no sul e se espalha lentamente pela ilha de Honshu; entre outubro e novembro, as folhas douradas que cobrem as zonas de floresta tornam-se um dos pontos fortes desta viagem inesquecível ao Extremo Oriente.

31 outubro a 14 novembro | 16 dias

Myanmar, a antiga Birmânia, só agora começa agora a ter a atenção que merece: para lá de um país coberto de magníficos templos, do dourado fulgurante do Shwedagon às fotogénicas ruínas de Bagan, a atração vem sobretudo do seu povo, dos seus mercados e ruas animadas, de uma diversidade de culturas única. Os monumentos culturais de Mandalay e a beleza natural do lago Inle já são clássicos incontornáveis, mas nesta viagem também vamos descobrir outros locais fora das rotas turísticas, como a muito birmanesa cidade de Meiktila, com os seus templos lacustres, e o fotogénico complexo de Po Win Taung. Com um pé no presente e outro no passado, Myanmar é, sem dúvida, um dos últimos países da Ásia a descobrir.
Chile

20 novembro a 05 dezembro | 16 dias

A Patagónia é uma região quase mítica, distribuída por dois países: o Chile e a Argentina. A cidade de Santiago, uma agradável surpresa eternamente à espera de ser descoberta, vai ser a antecâmara de um extraordinário mergulho numa natureza em bruto, que também exige dotes de descobridor. Nesta experiência fotográfica atravessaremos fronteiras para descobrir locais extraordinários, de glaciares gigantescos de um azul irreal, a montanhas que se erguem como paredes de pedra, envoltas em lagos e na exótica floresta austral. Condores, guanacos e pinguins também fazem parte de uma paisagem onde reinam a luz e o vento. Esta é uma expedição fotográfica absolutamente indispensável para todos os que amam a natureza e gostam de caminhar.
Japão

26 dezembro a 10 janeiro | 16 dias

O Japão faz parte do imaginário de muitos ocidentais e não desilude. É um país extremamente fotogénico, dos templos e jardins às metrópoles mais desenvolvidas do mundo – um verdadeiro admirável mundo novo do ponto de vista da imagem. Só as paisagens naturais, com as suas montanhas, florestas e lagos, nos lembram que continuamos no mesmo planeta. Em março e abril a beleza redobra com o florescer das cerejeiras que começa no sul e se espalha lentamente pela ilha de Honshu; entre outubro e novembro, as folhas douradas que cobrem as zonas de floresta tornam-se um dos pontos fortes desta viagem inesquecível ao Extremo Oriente.
×