Equipa

equipa vitor fotoadrenalina-fotoadrenalina

Vítor Costa

Foi a paixão pela fotografia que me fez criar o projeto do Fotoadrenalina. Em 2002, juntei à paixão pela fotografia a vontade de descobrir mundo e no espaço de quase duas décadas, de uma simples viagem às Ilhas Cíes, na Galiza, acabei por descobrir um pouco dos 5 continentes.

Foram praticamente 20 anos a conhecer novas culturas, paisagens únicas e fenómenos da natureza surpreendentes, mas sobretudo fiz muitos companheiros de viagem. 

Para trás ficaram 18 anos de formação no Instituto Português de Fotografia, trabalhos realizados para várias empresas e outros tantos publicados em várias revistas e jornais. 

Hoje continuo a surpreender-me com este maravilhoso planeta e a conhecer pessoas fantásticas, que partilham as viagem comigo no Fotoadrenalina.

Vitor Costa é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa anamineiro fotoadrenalina-fotoadrenalina

Ana Mineiro

Ex-professora de línguas, dedicou-se ao jornalismo de viagem e acabou por abdicar da primeira carreira para não descuidar a segunda. A viajar de forma independente desde os 16 anos e a escrever e fotografar desde o início dos anos 90, é, provavelmente, uma das mais perenes jornalistas de viagem em Portugal, com publicações em revistas portuguesas e espanholas. Publicou também um livro de viagens (Onde os Rios têm Marés) e tem outro em preparação. Apaixonada militante de montanhas, desertos e lugares selvagens em geral, gosta de os explorar devagar, em trekking e a solo. Combina os seus principais interesses (viagens, comida vegana, leitura, escrita e fotografia) no site Comedores de Paisagem. Ana Mineiro é fotógrafa/viajante convidada do Fotoadrenalina em: Da Patagónia à terra do Fogo, Sri Lanka: à descoberta da Taprobana, Coreia do Sul, Bolívia e Chile, Myanmar - Alma Birmanesa, Costa Rica, Japão II (Small is Beautiful) e Japão - em busca do sol nascente.

Ana Mineiro é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

lider daniel camacho-fotoadrenalina

Daniel Camacho

Em cada viagem que faço, os meus olhos mudam. As viagens são uma fonte inesgotável de cultura, não apenas cultura visual, mas cultura geral. Os nossos limites e o limite do nosso horizonte, é o limite da nossa cultura. E em cada viagem que faço, quando volto, volto mais do que era, volto eu mais um outro eu que se desdobra em ideias novas. Penso que essa é a grande motivação que me leva a querer sempre viajar. Como sou fotógrafo, tento armazenar as viagens em arquivos de memória. A fotografia para mim é algo que documenta a minha passagem no tempo, e perpetua de certa forma a magia da viagem, podendo sempre voltar a ela e despertar histórias. E é engraçado rever fotografias de viagens e ver que eu já não sou só aquele Daniel que na altura fotografou, sou mais do que era e isso faz-me querer sempre mais. Nestas viagens fotográficas, é interessante ver que cada um tem uma visão única e é isso que torna a viagem e a fotografia especiais. Para mim, é importante coleccionar momentos para depois ter histórias para contar.

Daniel Camacho é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

filipa frias-fotoadrenalina

Filipa Frias

Sempre que me perguntam o que mais gosto de fazer, a minha resposta é sempre viajar. A essência do meu ser enriquece-se no povo, no choque cultural, no entusiasmo e nas diferenças entre costumes dos países que visito. É isto que me dá impulso e é disso que me alimento. Vivo dos pormenores, do viajar devagar, de explorar locais onde ninguém foi, da força da natureza e me sentir pequenina em viagem. Durante 15 anos de viagens aprendi que o Mundo é para ser vivido e explorado e que não há nada melhor do que conviver com os locais, aprender novas culturas e levar-me ao limite e sair da minha zona de conforto. Arquiteta de formação, aprendi a dar valor aos pormenores, aos momentos em que me sinto invisível em viagem e a parte gastronómica das viagens dá-me muito prazer. Fotografia é um hobby, que uso para registar momentos que mexem com o meu ser e que me inspiram de alguma forma. Dou muito valor ao bom ambiente em grupo e tento criar situações divertidas, enquanto conto as minhas histórias, esperando mudar a visão das pessoas para o mundo.

Filipa Frias é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa goncalo 1 fotoadrenalina 1-fotoadrenalina

Gonçalo Figueiredo

Engenheiro e fotógrafo de formação, diretor criativo de profissão, viajante de alma e aventureiro de coração, sou o Gonçalo (Gonças) e vivo o mundo como sempre o fiz, uma aventura e uma história de cada vez. Aos 8 anos estriei-me na vela e windsurf de competição e aos 14 anos fui de Coimbra a Aveiro a pedalar, com escala na Figueira da Foz, que o caminho mais curto raramente conta boas histórias. Viajei por meio mundo desde então, cruzando 5 continentes. Distingui-me na fotografia, desenvolvendo trabalhos para empresas como a Nokia, a Microsoft ou a Air Asia. Co-fundador do National Geographic Exodus Aveiro Fest, criei também o #WildWithPurpose, um projeto de viagem e aventura irreverente.

Gonçalo Figueiredo é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

lider jose luis santos-fotoadrenalina

José Luís Santos

Nascido em 1980, sou professor de História apaixonado pela fotografia e pela viagem desde tenra idade. Sinto o fascínio pela Rota da Seda, um ligação milenar entre o Ocidente e Oriente, razão pela qual há já mais de uma década e meia que me foge o pé para estas terras ainda inóspitas e com povos tão hospitaleiros. Escrevo também crónicas de viagem no Jornal Trevim, o quinzenário de informação da minha terra, a Lousã, e o diário As Beiras, de Coimbra.

José Luís Santos é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa manuela fotoadrenalina-fotoadrenalina

Manuela M. Monteiro

Manuela Matos Monteiro e João Lafuente aliam duas paixões que se complementam: viajar e fotografar. Desde a adolescência que elegeram a viagem como uma prioridade no tempo disponível e ao longo dos anos percorreram dezenas de países procurando sempre integrar-se, acolhendo a diferença como forma de enriquecimento pessoal. A fotografia foi sempre uma aliada desta vontade de conhecer e de registar paisagens, modos de ser e fazer. Essas recolhas foram objeto de publicação em livros e revistas de fotografia e de viagem e de exposições coletivas e individuais em Portugal e no estrangeiro: Paris, Florença, Berlim, Miami, Kansas City, Los Angeles, Maputo, Bruxelas (Parlamento Europeu) Bordéus, etc. Gostam de viajar e liderar grupos porque gostam de desfrutar com pessoas o que as viagens proporcionam e partilhar os seus conhecimentos de fotografia (com camaras e dispositivos móveis). Dirigem as galerias Espaço MIRA, MIRA FORUM e MIRA | artes performativas no Porto. Desenvolvem trabalho de curadoria e organizaram as 10 edições do concurso MIRA Mobile Prize.

Manuela M. Monteiro é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa michellecascais fotoadrenalina-fotoadrenalina

Michelle Cascais

Eu sou a Michelle. Viajante, escritora e criadora de conteúdos digitais. Mais seria se tivesse tempo! É na escrita e nas viagens que encontro a liberdade e o desafio. Tenho dois livros publicados em Portugal, o “Mel” e “As miúdas”, e ainda um blogue “www.lifewithalice.com” onde conto as minhas histórias através de um alter ego de nome Alice. Apaixonei-me pela grandeza do mundo em 2006 e desde então não consigo parar de viajar. Conto centenas de carimbos no passaporte, milhas e fotografias. Desbravei centenas de cidades e guardo no peito uma panóplia de aventuras e paisagens indescritíveis. Conto apenas com 23 países visitados porque tenho voltado, muitas vezes, onde já fui feliz. Gosto de ver o mundo pelo meu olhar de menina, de viajar sozinha e acompanhada,de experimentar, rir e ir. Gosto muito de ir e tu podes vir comigo.

Michelle Cascais é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa miguel fotoadrenalina-fotoadrenalina

Miguel Leal

Atraído pelo mundo natural desde muito novo, a minha vida desenrolou-se entre Portugal e o Canadá. Não é, portanto, para admirar que viesse a dar por mim a escalar as encostas das Montanhas Rochosas, ou a contemplar a vastidão do Árctico, tendo tido a sorte de poder combinar algumas das minhas paixões, como fotógrafo e repórter de viagens. A minha preocupação pela sustentabilidade desta nossa terra levou-me a tornar-me biólogo e a aproveitar cada oportunidade que me surgiu para alargar os meus conhecimentos sobre como regenerar o Planeta. Resultado de todas estas experiências, sucessos e falhanços, criei duas empresas e procuro desenvolver produtos que nos ajudam a viver de forma mais saudável e reduzir a nossa pegada no Planeta. Adoro partilhar o que gosto e o que sei, e foi por essa razão que abracei o desafio que o Fotoadrenalina me lançou de liderar as viagens no meu outro país – o Canadá. No meu tempo livre, gosto de explorar as paisagens da Terra, ler literatura de viagens e correr na Natureza.

Miguel Leal é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

lider paulo torres-fotoadrenalina

Paulo Torres

Gosto de motivar aqueles que vêem as minhas fotos e incentivá-los a ir viajar até aos locais que fotografo e ao mesmo tempo apreciarem a sua magia e beleza, tal como eu captei. Porquê a fotografia? O simples gosto e prazer de pegar numa câmara, não se explica. Sente-se! É difícil não se apaixonar por uma, mas é todo o processo posterior de edição e tratamento que transforma a imagem e lhe dá a magia de imaginar, sonhar e querer lá ir e sentir. O que me leva a ser viajante é mesmo isso. É o desejo de estar lá em vez de o imaginar ou ver através de uma foto. É ouvir as estórias sentir a magia do local e mergulhar noutro mundo. A fotografia faz-me recordar a viagem. A viagem valoriza os momentos de descontração, desliga-me dos compromissos e da rotina e dá-me novas experiências e vivências. Gosto de estar em contato com a natureza e apreciar os detalhes, as cores e contrastes do meio que me rodeia e colocar tudo isso dentro de uma fotografia. Sou fascinado por países Nórdicos, pela sua cultura e História.

Paulo Torres é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa pedroflores fotoadrenalina-fotoadrenalina

Pedro Flores

Se de facto existe o "gene das viagens", ele habita em mim! Desde que me lembro ser Eu, sempre me entusiasmei com a ideia de conhecer pessoas novas, imaginei descobrir novos lugares e fantasiei experenciar novas culturas. Apesar de não ter exemplos disso, nos que me eram mais próximos, de forma quase inexplicável senti sempre um desejo enorme de apenas... ir! Nem sempre consegui fazer tanto quanto queria, pelo menos até terminar a minha Licenciatura em Marketing. Nesse momento a vida levou-me para outros "ares"! Desde então, vivi em alguns países e viajei por outros tantos. No entanto, a vontade de conhecer ainda mais do mundo faz-me acreditar que se calhar o tal gene existe mesmo. O gosto pela fotografia surgiu nos últimos anos em que tenho dedicado mais tempo a fazer o que mais gosto: registar da melhor forma os momentos maravilhosos que tenho o privilégio de experienciar enquanto viajo, por vezes sozinho, outras, rodeado de seres humanos fantásticos! Sou um convicto embaixador da paz, tranquilidade e partilha enquanto viajo, e sou movido pela emoção de cada nova aventura. Acredito profundamente que em viagem, quando se junta um espírito descobridor a um ambiente de harmonia e confraternização, se criam experiências únicas e inesquecíveis!

Pedro Flores é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa padinha fotoadrenalina-fotoadrenalina

Pedro Padinha

Tive a minha primeira grande vitória aos 4 anos, quando consegui fugir da carrinha que me levava para o 1º ano da pré-escola. Ganhei “vida” por ter brincado muito na rua, ao ar livre. Aos 19 apaixonei-me pelo BTT que me levou a descobrir o Portugal profundo. Pedalei de lés-a-lés, de Lisboa a Santiago, pela épica “Transportugal” de Bragança a Sagres ou de Saint-Jean Pied de Port a Finisterra. Aos 22 descobri o Couchsurfing e durante anos entrou pela minha casa, aos poucos, viajantes que me mostraram diferentes formas de estar na vida. A partir daí, senti que tinha chegado o momento de eu partir. Em 2009, depois de terminar a licenciatura e a minha primeira experiência profissional, viajei a solo, lentamente durante 10 meses, atravessando todo o Médio Oriente e Norte de África, entre o Irão e Marrocos. Criei irremediavelmente uma ligação especial por aquela zona do globo, pela fotografia documental e pela escrita. É através das pessoas locais, criando pontes de partilha que pretendo dar um cunho especial nas viagens. Acredito profundamente que são elas que podem criar memórias inesquecíveis, únicas e marcantes nos países de destino que lidero. Sou economista e conjugo as viagens com a profissão de Financial Advisor, na área de mercados financeiros.

Pedro Padinha é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa rui fotoadrenalina-fotoadrenalina

Rui Arco

Sou uma pessoa curiosa e atenta, que em viagem privilegia o contacto com as comunidades locais, a observação de vida selvagem, a visita a locais culturais e históricos de referência, a contemplação de paisagens ditas “únicas” e a exploração dos destinos para lá do óbvio. Fascinam-me as viagens que requerem espírito de aventura, mente aberta e uma boa dose de improviso. Acredito que viajar é uma forma de aprendizagem, de amadurecimento e de contribuir tanto para o bem-estar de outrem como para a preservação de locais, áreas naturais ou espécies.

Rui Arco é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa tania fotoadrenalina-fotoadrenalina

Tânia Muxima

As viagens que fazia para surfar começaram a despoletar em mim uma vontade de ver mais para além das ondas. Nestes últimos anos tenho viajado de bicicleta, que para mim é o ritmo ideal para ver e viver os lugares. Embora concorde que o que define os países são os povos e a sua cultura, a mim o que me move são as paisagens. Tenho tido a sorte de poder concretizar os sonhos que vou tendo e gostava de continuar assim.

Tânia Muxima é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

equipa tanianeves fotoadrenalina 1-fotoadrenalina

Tânia Neves

Cresci nas Montanhas Mágicas em São Pedro do Sul mas moro na Ericeira onde "o Mar é mais Azul". Sou licenciada em Fotografia com uma Pós-Graduação em Antropologia, adoro "histórias visuais". Comecei a viajar quando fui estudar para Inglaterra, e nunca mais parei - trabalho nas viagens desde 2009, quando uma start-up espanhola me começou a pagar para criar conteúdos de destinos pela Europa. Em 2016 tentei uma volta ao mundo, missão falhada por um amor à primeira vista pela Mongólia. De Lisboa a Pyongyang, morei no Camboja mas foi pelo Vietname que me apaixonei. A conclusão é que toda a minha vida é feita de viagens, e não de destinos.

Tânia Neves é fotógrafo/viajante convidado do Fotoadrenalina em:

Viagens Fotoadrenalina

×