Bolívia e Chile | 2024

Desertos e Salares de Altitude

Viagem privada, esgotada

Spots Fotográficos

La Paz | Potosí colonial | Parque Eduardo Avaroa | Salar de Uyuni | Isla del Pescado | San Pedro de Atacama | Pucará de Quitor

Adicionar favoritos Remover dos favoritos

Começamos a nossa exploração na capital mais alta do mundo, La Paz, entre a catedral e a igreja de S. Francisco, o Mercado das Bruxas e o Museu da Coca.
La Paz é uma cidade gigantesca, com um pequeno centro colonial no fundo do vale e uma extensa favela que parece não parar de crescer pelas encostas acima até ao altiplano, o planalto andino onde fica a cidade de El Alto, que alcançaremos de teleférico. Pelas ruas passam autocarros antigos e elegantes cholitas (mulheres aimará) de chapéu alto e saia rodada. No centro há mercados muito interessantes, como o das Bruxas, onde está à venda tudo o que é necessário para ofertar à Mãe Terra, a Pacha Mama. O mundo dos Andes começa aqui.
Uma visita guiada a Tihuanaco, conjunto de ruínas fascinantes da cidade pré-colombiana que é considerada como berço da Bolívia, vai dar-nos uma perspetiva histórica do início do país. Por volta do ano 800, Tihuanaco localizava-se nas margens do lago Titicaca, mas as mudanças terrestres e meteorológicas encarregaram-se de distanciar a cidade do lago, o que influenciou em muito o seu abandono…
A história da Bolívia continua em Potosí, que alcançaremos depois de uma viagem noturna de autocarro. Já instalados nesta cidade Património Mundial da Humanidade (UNESCO), teremos ao nosso dispor um cenário único: Potosí é uma das mais bem conservadas cidades coloniais do país, repleta de monumentos da época do domínio espanhol, como a catedral, o Convento de Santa Teresa ou a igreja de São Francisco, que nos permite ter uma vista fantástica sobre a cidade.
Antes de deixar Potosí, os mais destemidos terão ainda oportunidade de registar o trabalho dos mineiros nas minas de prata de Cerro Rico, situadas nos arredores.
O contraste entre o passado e o presente chega em Uyuni, modesta povoação situada nas margens do maior salar (lago salgado) do mundo, ponto de partida para a nossa travessia deste deserto salgado de altitude. Num jipe privado faremos uma viagem de três dias que termina na fronteira do Chile e que será, sem dúvida, um dos pontos altos da viagem. As paragens vão permitir ver não só as zonas de exploração de sal, como a aldeia de Colchani, mas também a incrível “ilha” Incahuasi, onde alguns catos gigantes têm mais de 1000 anos, o deserto de Siloli, famoso pelas formações rochosas inusitadas, e um rosário de lagoas encaixadas numa extraordinária paisagem de montanhas. Esta é uma região belíssima, que faz as delícias dos fotógrafos especialmente dedicados à natureza e fauna selvagem: lamas, vicunhas, raposas e vizcachas desfilam numa paisagem de outro planeta.
Ainda durante a travessia dos desertos andinos que unem a Bolívia e o Chile, cruzamos o Parque Nacional Eduardo Avaroa até à Laguna Colorada, onde vivem várias espécies diferentes de flamingos, registaremos ao nascer do dia o fumo dos géisers em Sol de Mañana, junto às nascentes de água quente – onde também é possível tomar um banho ao ar livre -, seguimos pelo deserto surreal de Salvador Dali até à Laguna Verde, no sopé do vulcão Lincancábur, por vezes fumegante. As oportunidades fotográficas parecem infinitas e continuam a centrar-se nas maravilhas naturais da zona: as cores da terra, os vultos retorcidos das rochas, as vicunhas e raposas fugidias que atravessam o caminho.
Uma vez no Chile, ficaremos instalados em San Pedro, aldeia oásis do deserto de Atacama, considerado como o deserto mais seco do mundo. A arquitetura tradicional, com tijolos de terra cobertos de argila, continua aqui a ser usada e a ela se deve muito do charme desta pequena povoação que há muito entrou na rota do turismo do norte do Chile.
Uma visita matinal à Pucará (fortaleza) pré-colombiana de Quitor, encimada por um miradouro sobre o magnífico Vale da Morte, permite registar a luz macia do nascer do dia. Já o percurso pela Cordilheira do Sal e Valle de la Luna, é onde o deserto de Atacama nos revelará algumas das suas mais extraordinárias paisagens. O pôr-do-sol é sempre magnífico visto do ponto alto escolhido para o receber, que abrange a cordilheira andina e o deserto, aos nossos pés. Areia rosada, rochas avermelhadas, o brilho branco do sal e o vulto escuro dos Andes ali mesmo são imagens de grande beleza fáceis de captar, mas difíceis de esquecer.
Durante a estadia em San Pedro, são muitas as opções de exploração na natureza, através dos mais diversos meios de transporte: aluguer de bicicleta para explorar os arredores, tours de minivan dentro do deserto, caminhadas, observação noturna dos astros, etc.
O regresso à Bolívia (Uyuni) será feito por um caminho diferente, mas igualmente sedutor, que nos permitirá conhecer mais um pouco do planalto andino. E desta vez, também a viagem até La Paz será feita inteiramente de dia, enquanto outras paisagens desfilam lá fora.
O último dia será de despedida, mas sem deixar de captar a vida na capital por locais menos conhecidos, como o “mercado negro”, verdadeiro mergulho na cultura andina.

Ler mais

Aeroportos

Portugal > La Paz
La Paz > Portugal

Destinos

La Paz
Tihuanaco
Potosí
Parque Eduardo Avaroa
Uyuni
Salar de Uyuni
San Pedro de Atacama

Fotografia

Fotografia de rua
Retrato
Natureza
Paisagem
Macro
Vida Animal
Fotografia de Arquitetura

Alojamento

Hotel

Transporte

Privado e público

Esforço

Baixo

Nº Participantes

Min 6, Máx 12

Bolívia e Chile | 2024

Programa da viagem

  • Dia 1

    Viagem para La Paz (Bolívia).
    Dormida em hotel em La Paz.

  • Dia 2

    Descoberta de La Paz pelos seus miradouros e teleféricos, do centro histórico aos mercados de El Alto.
    Dormida em hotel em La Paz.

  • Dia 3

    Tour privado de visita guiada a Tihuanaco, ruínas da cidade pré-colombiana que é considerada o berço a Bolívia
    Dormida em hotel em La Paz.

  • Dia 4

    Passeio pela cidade, entre a catedral e a igreja de S. Francisco, o Mercado das Bruxas e o Museu da Coca. Partida para Potosí (viagem noturna).
    Dormida no autocarro.

  • Dia 5

    Visita da parte antiga de Potosí: catedral, Convento de Santa Teresa e igreja de São Francisco.
    Dormida em hotel em Potosí.

  • Dia 6

    Possibilidade de visita às minas de prata de Cerro Rico, nos arredores da cidade, ou ao Museu da Casa Nacional de la Moneda, antes da viagem prosseguir até Uyuni.
    Dormida em hotel em Uyuni.

  • Dia 7

    Início da travessia, de jipe, do salar de Uyuni. Começamos pelo cemitério de comboios e continuamos até uma das aldeias onde se explora o sal do Uyuni, Colchani, continuando depois a travessia deste antigo lago salgado. Paragem na fabulosa “ilha” de Incahuasi.
    Dormida em hotel de sal.

  • Dia 8

    Travessia do fabuloso Parque Nacional Eduardo Abaroa, com as suas lagoas coloridas onde habitam várias espécies de flamingos, e a paisagem deslumbrante do deserto de Siloli e dos Andes.
    Dormida em hotel.

  • Dia 9

    Amanhecer junto aos geiseres em Sol de Mañana e junto às nascentes de água quente, onde é possível tomar um banho ao ar livre.
    Entrada no Chile e passeio pela aldeia de San Pedro de Atacama.
    Dormida em hotel em San Pedro de Atacama.

  • Dia 10

    Visita matinal à Pucará (fortaleza) pré-colombiana de Quitor. Percurso pela Cordilheira do Sal e Valle de la Luna.
    Dormida em hotel em San pedro de Atacama.

  • Dia 11

    Viagens opcionais de exploração na natureza; aluguer de bicicleta para explorar os arredores, tours de minivan, caminhadas, observação noturna dos astros, etc.
    Dormida em hotel em San Pedro de Atacama.

  • Dia 12

    Regresso à Bolívia (Uyuni).
    Dormida em hotel em Uyuni.

  • Dia 13

    Viagem para La Paz.
    Dormida em hotel em La Paz.

  • Dia 14

    Passeio por La Paz, abarcando locais menos conhecidos - partida para Portugal.

  • Dia 15

    Chegada a Portugal.

LIDER DA VIAGEM

Ana Mineiro

Mais detalhes sobre a viagem

Transportes

INCLUÍDO:

De e para os aeroportos quando realizados em conjunto com a líder.
Transportes públicos entre todas as cidades onde pernoitamos.
Transporte privado (jipe) para a travessia do deserto de Uyuni e planalto andino.
Ligação da fronteira a San Pedro de Atacama (Chile).
Transporte de regresso de San Pedro a Uyuni.

NÃO INCLUÍDO:

Teleféricos (La Paz).
Transportes urbanos para visitar locais de interesse.
Poderá gastar cerca de 20€.

Atividades

INCLUÍDO:

Visita a Tihuanaco com guia local (entrada não incluída).
3 dias de tour entre o Salar de Uyuni (Bolívia) e San Pedro de Atacama (Chile) com jipe e condutor.
Viagem pela Cordilheira do Sal e Valle de La Luna (Chile).
Todas as visitas e caminhadas em cidade e natureza realizadas com a líder.

NÃO INCLUÍDO:

Entrada em Tihuanaco.
Entrada no Parque Nacional Eduardo Abaroa e Incahuasi.

Entradas em museus e outros locais de visita (opcionais).

Banhos nos geiseres Sol de Mañana (opcional).
Poderá gastar cerca de 100€.

ALOJAMENTO

INCLUÍDO:

Todas as noites referidas no programa em quarto duplo.

NÃO INCLUÍDO:

Quarto individual – pedir cotação ao Fotoadrenalina.

Alimentação

INCLUÍDO:

Todos os pequenos-almoços
3 almoços durante os tours
2 jantares durante os tours

NÃO INCLUÍDO:

Todos os almoços e jantares.
Poderá gastar entre 15 e 50€ por dia.

Bolívia e Chile | 2024

Sobre o destino:

Moeda

Bolívia: boliviano
Chile: peso chileno

MeteoROLOGIA

Entre 10ºC e 30ºC

PASSAPORTE

Obrigatório, com validade superior a 6 meses a partir do último dia de viagem.

Visto

Não é necessário visto para os cidadãos portugueses. Os cidadãos que não tenham nacionalidade Portuguesa devem verificar nas embaixadas do seu país.

Fuso HORÁRIO

– 5 horas que Portugal Continental.

Saúde

Deve ter sempre as suas vacinas em dia.
O seguro de viagem é obrigatório (realizado pelo Fotoadrenalina).
Não é necessária consulta de viajante.

Segurança

A Bolívia e o Chile são países geralmente seguros, mas há cuidados especiais a ter em certas zonas de La Paz e Potosí. No resto da viagem, aconselha-se os cuidados normais de segurança, sobretudo com o material fotográfico, documentação e dinheiro.

TelecomUNICAÇÕES

Bolívia: +591 Chile: +56 Para Portugal: +351

As 14 perguntas que devo ler antes de viajar

  • As viagens Fotoadrenalina são para mim?

    São para todos os que gostam de viajar. Apenas juntamos à viagem a oportunidade de fotografar.

  • Preciso de saber fotografia para viajar com o Fotoadrenalina?

    Não, mas gostamos de juntar à viagem a oportunidade e o tempo para fotografar. Podes fotografar com um telefone ou com uma câmara reflex, mas queremos que registes o teu olhar para recordares e partilhares. Não precisas de saber fotografar e até podes ir sem câmara fotográfica. Leva pelo menos o telemóvel, se não for para fotografar, pelo menos sempre serve para veres a horas.

  • Esta viagem em particular, é para mim?

    Partimos do princípio que sim, mas depende mais de ti, do que de nós. Deves ter a capacidade de aceitar em viagem o imprevisto, o cansaço, as adversidades e relativizar os problemas que possam surgir. Deves sempre tratar bem os outros participantes e nunca falar mal deles. É importante gostares de conviver com pessoas, já que vais viver com elas 24 horas por dia. Deves ter sentido de humor, porque ajuda a tornar uma situação negativa em positiva. No entanto, 99% das vezes a viagem corre bem.

  • Quantas pessoas tem o grupo?

    Varia, os grupos são pequenos dentro das 6 a 12 pessoas. Como vais com um líder, temos de ter um mínimo de 6 pessoas.

  • Como é feita a inscrição?

    No item da reserva, colocas o teu nome, mail, nif (nº de contribuinte) e telefone e nós enviamos-te um formulário com todos os dados que precisamos para seguires viagem.

  • Quem compra os voos?

    Podes comprar tu ou o Fotoadrenalina, através dos nossos parceiros (agências de viagens). Lembramos que há vantagens em comprar com os nossos parceiros, já que se houver algum problema antes ou durante a viagem, a agência de viagens pode ajudar a resolver o problema. A agência de viagens cobra uma pequena taxa, mas compensa já que tens o apoio e a segurança deles na gestão do voo. Os problemas que acontecem no aeroportos, como overbooking, cancelamento de voos, greves, entre outros, só mesmo tratando no balcão da companhia aérea no aeroporto onde se encontra, a agência não consegue intervir nestes casos.

  • Quando são comprados os voos?

    Quando a viagem for confirmada pela equipa do Fotoadrenalina. Para isso, precisamos de um número mínimo de participantes, que são 6 pessoas. A partir da confirmação da viagem, enviamos um mail a todos os inscritos com a indicação dos horários dos voo do grupo e o preço do voo. Podes comprar por ti ou pelos nossos parceiros, mas têm de coincidir a hora de chegada ao destino e hora de partida do destino. Se não coincidir, as deslocações do aeroporto e o encontro com o grupo fica a cargo do participante.

  • Como são os alojamentos?

    Depende dos países e dos locais. Gostamos de dar “boa cama”, mas nem sempre há disponível a cama ideal. Pedimos sempre quartos com camas separadas e com quarto de banho no quarto, mas em locais mais remotos, por vezes as condições são diferentes e temos de ter a capacidade de aceitar que as condições não são iguais em todos os países do mundo. Se achas que queres mais privacidade e conforto quando vais dormir, podes pedir quarto individual, mas terás um custo extra associado (pede cotação ao Fotoadrenalina).

  • Quando pago a viagem?

    Após a inscrição e do formulário preenchido deves fazer o pagamento de 20% do valor total da viagem (excluindo os voos) Assim que a viagem seja confirmada pelo Fotoadrenalina, com o número mínimo, pedimos a todos os inscritos mais 30% do valor total e passamos a accionar os voos. Os restantes 50% do valor total é pedido 1 mês antes da data da viagem.

  • Esta viagem têm seguro?

    Sim, em todas as viagens é obrigatório fazer um seguro em viagem para o grupo, que é cobrado à parte. O seguro em viagem não paga tudo ou qualquer coisa (ver as condições da apólice no item do seguro em viagem). É preciso sempre o relatório do incidente e o comprovativo da despesa. O líder avisará a equipa do Fotoadrenalina em Portugal, que entrará em contacto com a seguradora para fazer todo o acompanhamento (não precisas de te preocupar). O seguro em viagem do Fotoadrenalina incluí situações de COVID-19, mas não de outra pandemia. Ao fazeres para as datas da viagem, estás também a fazer seguro de cancelamento da viagem, mesmo em situações de dares positivo ao Covid-19, antes da viagem. Ou outras situações graves que te impeçam de ir na viagem (Ver quais as condições).

  • O Fotoadrenalina passa fatura?

    Claro que sim. Na inscrição e nos dados do participante pedimos o NIF (nº de contribuinte) para todos os pagamentos serem emitidos faturas. A fatura final é passada depois da viagem realizada. Verifica sempre o spam, mas podes ver sempre no e-fatura no portal das finanças. Todas as faturas vêm em nome de TRAJECTO IMEDIATO, agência de viagens unipessoal, Lda, o representante legal do Fotoadrenalina, com o NIF 517210380.

  • Até quando posso desistir desta viagem?

    Podes desistir até a viagem estar confirmada e serão devolvidos os 10% pagos. Quando a viagem está confirmada, vamos pedir mais 15% e vamos também accionar os voos. A partir daqui será mais difícil reaveres o teu dinheiro, visto os voos são não reembolsáveis e já temos acordos com os parceiros (alojamento, atividades, etc). Os 25% já pagos ao Fotoadrenalina, só devolvemos em voucher, com validade de 1 ano para gastares em qualquer viagem. Os restantes 75% da viagem só são pagos 1 mês antes da viagem, mas se desistires após essa data, serão cobrados todos os serviços de terceiros já pagos. O restante não cobrado pelos parceiros será devolvido em voucher para gastares no prazo de 1 ano.

  • O que acontece se a viagem for cancelada?

    Todos os valores pagos serão devolvidos se for o Fotoadrenalina a desistir da viagem. Se a viagem for cancelada por motivos externos ao Fotoadrenalina, por exemplo em caso de uma pandemia, guerras, greves ou pelas entidades oficiais dos países, tentaremos com os parceiros a devolução do dinheiro, mas se não for possível, emitimos um voucher nos valores não cobrados com validade de 1 ano. Aconselhamos a todos os participantes fazerem seguro de cancelamento de viagem (ver condições).

  • Se tiver dúvidas como posso contatar o Fotoadrenalina?

    É melhor sempre enviar um mail para ficar registado e por escrito: info@fotoadrenalina.com Se for algo simples e/ou urgente podes enviar mensagem pelo WhatsApp ou ligar +351 916222009.

  • E se eu for um chato e quiser mesmo reclamar?

    Sabemos que o dia em que deixemos de reclamar, será um dia triste para a humanidade, por isso tens um livro oficial de reclamações, que podes accionar indo ao rodapé do site e clicar no “livro de reclamações”. Desejamos-te boa sorte.

OUTROS DESTINOS que também vais gostar...

RESERVA DE VIAGEM

Bolívia e Chile | 2024

Valor para reservar: (20% do valor total) 345,00€
Valor total: valor da experiência: 1.725,00€
×