Japão | 2024

Outono no País do Sol Nascente

esgotada!

Spots Fotográficos

Tóquio | Monte Fuji | aldeia de Shirakawa‐go | Quioto | templos e veados de Nara | Monte Koya | a folhagem de outono

Adicionar favoritos Remover dos favoritos

Começamos a nossa viagem em Tóquio, uma metrópole gigantesca e incomparável, onde os arranha-céus convivem com as ilhas de paz que são os seus grandes parques verdes, e onde nada parece caber dentro de uma grande angular. No parque Yoyogi visitaremos o mausoléu do imperador Meiji, e ali a dois passos, numa demonstração do contraste que habita a alma japonesa, as zonas dedicadas à moda de Omotesando e Harajuku, frequentadas por verdadeiras personagens de anime.
Na agitada zona de Shinjuku, vamos subir a uma das torres da Junta Metropolitana para uma magnífica vista sobre a cidade, que ocupa todo o espaço até ao fim do horizonte. Os fins de dia serão passados entre as as zonas de animação noturna de Kabukicho ou de Golden Gai, por entre néons e multidões.
O templo budista Senso Ji, o mais importante de Tóquio, inspira a calma durante a manhã. Com a chegada dos peregrinos/turistas vestidos a rigor, o fumo do incenso vai alterando o cenário. Sempre com a ajuda do tentacular Metro de Tóquio vamos fotografar a intensa agitação da metrópole até ao fim do dia, e na ilha artificial de Odaiba, onde se acede num monocarril suspenso sobre o mar, vamos ao encontro de um dos melhores locais para observar o skyline noturno da cidade.
Fazendo base em Tóquio, aproveitamos a proximidade para dar o primeiro mergulho na natureza e fotografar o monte perfeito, o Fuji San, desde o lago Kawaguchi e do cimo do Monte Tenjo, onde subimos de teleférico – ou de uma encosta arborizada junto ao perfeitamente localizado Chureito Pagoda. Ambos os locais oferecem uma vista desimpedida deste ícone do Japão e proporcionam um pequeno passeio pela floresta local, antecipando a continuação da nossa viagem em direção ao centro da ilha.
Depois de Tóquio, o próximo ponto a explorar será a zona montanhosa dos Alpes Japoneses, onde as aldeias típicas com telhado de colmo nos fazem viajar no tempo. A primeira paragem será na pequena cidade de Takayama, a cerca de 5h de caminho, cujo centro é constituído por tradicionais casas de madeira e ruas tranquilas, um belo contraste depois do bulício da capital.
Segue-se uma curta viagem de autocarro para mergulharmos numa das aldeias classificadas como Património Mundial da Humanidade: Shirakawa Go. Depois de fotografar a paisagem e vida urbanas numa grande metrópole, teremos oportunidade de percorrer a pé e fotografar a vida num ambiente rural, embora turístico.
O contraste entre grandes cidades e grandes áreas de natureza impoluta é uma recorrente no Japão. Encontramos o próximo exemplo em Nagano, uma grande cidade onde tudo parece girar à volta do grande templo Zenkoji, que acolhe todos os ramos do budismo e aceita mulheres no topo da hierarquia monástica. O complexo é um grande centro de peregrinação, com ruas cheias de casas de acolhimento e lojas para peregrinos, onde o nosso olhar e câmaras fotográficas poderão captar preciosos momentos da vida religiosa budista.
A menos de uma hora de autocarro fica o parque de Jigokudani, onde vivem cerca de duzentos macacos japoneses que iremos visitar numa curta caminhada (mais ou menos meia hora). Com sorte, poderemos apanhar a família que se acostumou a banhar-se num dos tanques de água quente nas proximidades da povoação, um dos pontos altos para os amantes da fotografia de vida selvagem.
Depois de uma viagem num dos mais modernos comboios do mundo, chegaremos a Quioto. Antiga capital imperial, esta é também uma das cidades mais elegantes do Japão. A nossa exploração fotográfica vai passar pela zona de Arashiyama, onde fica a famosa alameda de bambus, e também pelo popular santuário xintoísta Fushimi Inari‐taisha, conhecido pelos seus túneis de torii vermelhos. A experiência ficará completa com pernoita num hotel cápsula muito especial.
Continuando a visita a Quioto, mergulharemos na natureza no parque do elegante Pavilhão Dourado. Segundo a época (hanami ou koyo) partimos em busca das flores de cerejeira ou das folhagens douradas de outono, seja no Passeio do Filósofo ou nos jardins do Templo Tofukuji. O contraste que é tão próprio do Japão vem a seguir, no edifício da estação de comboios, com mais de 15 andares e um passadiço superior com vistas soberbas sobre a cidade.
Mais oportunidades fotográficas nos esperam na zona comercial de Gion, um dos bairros mais antigos e tradicionais de Quioto. Repleto de restaurantes, casas de chá e muitas lojas de produtos tradicionais, este é também um dos locais onde poderemos cruzar-nos com gueixas e maikos (aprendizes de gueixa).
Depois de Quioto, passaremos um dia tentando abarcar e registar a beleza de uma cidade mais pequena mas cheia de história: Nara, a primeira capital imperial do país, cujo principal ponto de interesse é o seu parque, onde se situam os principais templos e edifícios e onde vivem os veados sagrados, que circulam livremente e sem medo. No Tōdaiji, um dos templos classificados Património da Humanidade, poderemos fotografar o maior Buda de bronze do país.
Rumo a Osaka, a terceira cidade do país em população, onde fica um dos locais mais fotografados do Japão: a célebre fortaleza Osaka jo, rodeada por pomares de cerejeiras e ameixeiras, bem no coração da cidade, onde o hanami atinge um ponto alto. O nosso circuito inclui ainda o inusitado templo xintoísta de Sumiyoshi Taisha, com a sua magnífica ponte em arco e os cerimoniais que parecem não ter fim, a animada rua Dotombori e a zona de Shinsaibashi-suji, a maior zona comercial da cidade.
Depois da animação noturna (e diurna) de Osaka, uma pausa: o sagrado Monte Koya, lugar de peregrinação budista onde dormiremos no albergue de peregrinos de um templo. Os seus ex libris são o cemitério Okunoin, com mais 200 mil lápides e monumentos funerários espalhados por um magnífico bosque, o templo das 10 Mil Lanternas, o Kongobuji e o complexo Danjo Garan. As oportunidades fotográficas são infinitas; difícil será captar um ambiente tão especial…
Regresso a Osaka, com dias de descanso, visitas e, claro, muita fotografia na zona híper moderna de Umeda, apreciando a arquitetura moderna entre a estação de caminhos-de-ferro e o Sky Building, que oferece um skyline inigualável da cidade.
O último dia é de relaxamento na natureza, com um piquenique e caminhada de cerca de 3 kms no Minoo Park, onde encontraremos enquadramentos bem fotogénicos de rio, cascatas e bosques.

Ler mais

Aeroportos

Portugal > Tóquio
Osaka > Portugal

Destinos

Tóquio
Monte Fuji
Shirakawa‐go
Takayama
Parque Jigokudani - Nagano
Quioto
Nara
Monte Koya
Osaka
Parque Minoo

Fotografia

Fotografia de rua
Retrato
Natureza
Paisagem
Macro
Fotografia de comida
Vida animal
Fotografia de arquitetura

Alojamento

Hotel
Shukubu (templo budista)
cápsula
ryokan (estalagem tradicional)

Transporte

Público

Esforço

Baixo a médio

Nº Participantes

Min 6, Máx 12

Japão | 2024

Programa da viagem

  • Dia 1

    Voo Portugal > Tóquio

  • Dia 2

    Tóquio - Visita a um dos maiores parques da cidade e ao Memorial do imperador Meiji.
    Passeio de Harajuku a Omotesando, zonas dedicadas ao cosplay e à moda clássica. Mais tarde atravessamos o cruzamento mais famoso do mundo, em Shibuya, antes de subir ao prédio da Junta Metropolitana de Tóquio para uma vista sobre a cidade. Terminamos o dia nas zonas de animação noturna de Kabukicho e Golden Gai.
    Noite em cápsula em Tóquio.

  • Dia 3

    Continuação da exploração da metrópole de Tóquio, com uma visita à zona de Asakusa, onde fica o templo budista mais importante da cidade – o Senso Ji – e a Sky Tree, nas margens do rio Sumida. Terminamos o dia no distrito de Obaida, onde se chega num monorail que nos leva pela ponte Arco-Íris até a à estátua da Liberdade, um bom spot para um pôr do sol com o skyline da cidade. Fim do dia na zona de bares de Golden Gai.
    Noite em hotel em Tóquio.

  • Dia 4

    Tóquio - Kawaguchi-ko (Monte Fuji) – Tóquio;
    Dia de aproximação ao Fuji, com passeio pelas margens do lago Kawaguchi e subida de teleférico ao Monte Tenjo ou subida até ao pagode Chureito. A escolha dependerá da meteorologia e ambas as atividades proporcionam uma fantástica vista sobre a montanha mais sagrada do país.
    Noite em hotel em Tóquio.

  • Dia 5

    Tóquio – Takayama
    Partida para os Alpes Japoneses, zona montanhosa no interior da ilha de Honshu. Viagem de cerca de 5 horas até Takayama, e passeio pelas ruas mais típicas desta pequena e tradicional cidade.
    Noite em ryokan em Takayama.

  • Dia 6

    Takayama - Ogimachi (Shirakawa Go) - Takayama
    Dia de visita a uma das mais fotogénicas aldeias da região, com as suas casas de madeira e telhados de colmo, classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.
    Noite em ryokan em Takayama.

  • Dia 7

    Takayama - Nagano
    Visita ao impressionante templo budista Zenko ji, um dos mais importantes do Japão.
    Noite em hotel em Nagano.

  • Dia 8

    Nagano -Jigokudani Yaen Koen
    Hoje percorremos uma floresta, onde chegamos de autocarro e a pé, até o local escolhido como lar por centenas de macacos da neve. Com sorte, poderemos vê-los na sua atividade favorita: banhar-se num tanque de água térmica fumegante.
    Transfer para Quioto em comboio expresso e comboio bala (Shinkansen)
    Noite em hotel em Quioto.

  • Dia 9

    Visita aos Templos Dourado e Prateado, e percurso entre cerejeiras pelo Passeio do Filósofo até à bela e tradicional zona de Gion, um dos bairros mais antigos e tradicionais de Quioto, onde poderemos cruzar-nos com gueixas e maikos.
    Noite em hotel em Quioto.

  • Dia 10

    Visita de mais alguns dos pontos fortes desta magnífica cidade, como a zona de Arashiyama e a sua onde fica a famosa alameda de bambus, e ao santuário xintoísta Fushimi Inari‐taisha, um dos locais mais fotografados do Japão, conhecido pelos seus túneis de torii vermelhos.
    Noite em hotel em Quioto.

  • Dia 11

    Quioto - Nara – Quioto;
    Deslocação de comboio para passar o dia em Nara, a primeira capital imperial do país, entre os templos e santuários principais, sempre acompanhados pelos simpáticos veados que passeiam livremente pelas ruas.
    Noite em hotel em Quioto.

  • Dia 12

    Transfer para Osaka de comboio.
    Hoje continuaremos a explorar os contrastes e contradições do país, entre o ultramodernismo do Sky Building e a tradição do santuário xintoísta de Sumiyoshi Taisha, com a sua magnífica ponte vermelha em arco. A noite será passada na trepidante rua de Dotombori, no coração da cidade que é conhecida como “a cozinha do Japão”.
    Noite em hotel em Osaka.

  • Dia 13

    Osaka - Monte Koya
    Despojados da maior parte da nossa bagagem, que nos espera no regresso a Osaka, partimos de manhã numa viagem de comboio e funicular que nos levará ao cimo do monte Koya, lugar sagrado do budismo Shingon. Aí pernoitamos no shukubo de um mosteiro budista, depois de visitar templos magníficos, um cemitério monumental e o maior jardim de pedra do país.
    Noite em mosteiro budista, em Koya San.

  • Dia 14

    Regresso a Osaka.
    A exploração desta cidade trepidante continuará no resto do dia, com a descoberta do castelo de Osaka. Já em modo de despedida, haverá tempo para explorar ruelas e lojas dedicadas à comida e outras particularidades do Japão.
    Noite em hotel em Osaka.

  • Dia 15

    O último dia será passado em convívio com a natureza, no parque Minoo. Depois de uma caminhada fácil ao longo de um rio rodeado de floresta, alcançaremos uma bela cascata que também é um belo spot para um piquenique. Por vezes, macacos e veados também aparecem para se despedirem…
    Noite em hotel em Osaka ou no avião.

  • Dia 16

    Chegada a Portugal.

LIDER DA VIAGEM

Ana Mineiro

Mais detalhes sobre a viagem

Transportes

INCLUÍDO:

Transferes de e para os aeroportos quando realizados em conjunto com a líder.
Todos os transportes entre lugares de pernoita, com exceção de Koya San.

NÃO INCLUÍDO:

Transportes específicos para visitar templos/locais de interesse fora do lugar de pernoita.
Deslocações nas cidades, em transportes públicos ou privados.
Poderá gastar cerca de 150€.

Atividades

INCLUÍDO:

PePercursos pedestres acompanhados pela líder em Nara, Kawaguchi ko, Koya San, Parques Minoo e Jigokudani.

NÃO INCLUÍDO:

Teleférico no Monte Tenjo ou comboio para pagode Chureito, nas proximidades do monte Fuji (opcional).
Entrada no Parque Jigokudani (macacos da neve).
Entradas em templos, museus ou locais históricos (opcional).

ALOJAMENTO

INCLUÍDO:

Todas as noites referidas no programa, em quarto duplo, à exceção de uma noite em cápsula individual.

NÃO INCLUÍDO:

Quarto individual – pedir cotação ao Fotoadrenalina.

Alimentação

INCLUÍDO:

Todos os pequenos-almoços.
Dois jantares.

NÃO INCLUÍDO:

Todos os almoços.
Todos os jantares excluindo dois.

Japão | 2024

Sobre o destino:

Moeda

Iene

MeteoROLOGIA

Temperatura média de 22ºC.

PASSAPORTE

Obrigatório, com validade superior a seis meses a partir do último dia de viagem.
Os cidadãos que não tenham nacionalidade portuguesa devem verificar nas embaixadas do seu país.

Visto

Não é necessário para os cidadãos portugueses.
Os cidadãos que não tenham nacionalidade portuguesa, devem contactar as embaixadas do seu país.
É necessário preencher o formulário em: Visit Japan Web | Digital Agency (https://vjw-lp.digital.go.jp/en/)

Fuso HORÁRIO

+8 horas que Portugal Continental.

Saúde

Deve ter sempre as suas vacinas em dia.
O seguro de viagem é obrigatório (realizado pelo Fotoadrenalina).
Não é necessária consulta de viajante.

Segurança

É um país seguro, no entanto aconselha-se os cuidados normais de segurança.

TelecomUNICAÇÕES

Japão +81
Para Portugal +351

As 14 perguntas que devo ler antes de viajar

  • As viagens Fotoadrenalina são para mim?

    São para todos os que gostam de viajar. Apenas juntamos à viagem a oportunidade de fotografar.

  • Preciso de saber fotografia para viajar com o Fotoadrenalina?

    Não, mas gostamos de juntar à viagem a oportunidade e o tempo para fotografar. Podes fotografar com um telefone ou com uma câmara reflex, mas queremos que registes o teu olhar para recordares e partilhares. Não precisas de saber fotografar e até podes ir sem câmara fotográfica. Leva pelo menos o telemóvel, se não for para fotografar, pelo menos sempre serve para veres a horas.

  • Esta viagem em particular, é para mim?

    Partimos do princípio que sim, mas depende mais de ti, do que de nós. Deves ter a capacidade de aceitar em viagem o imprevisto, o cansaço, as adversidades e relativizar os problemas que possam surgir. Deves sempre tratar bem os outros participantes e nunca falar mal deles. É importante gostares de conviver com pessoas, já que vais viver com elas 24 horas por dia. Deves ter sentido de humor, porque ajuda a tornar uma situação negativa em positiva. No entanto, 99% das vezes a viagem corre bem.

  • Quantas pessoas tem o grupo?

    Varia, os grupos são pequenos dentro das 6 a 12 pessoas. Como vais com um líder, temos de ter um mínimo de 6 pessoas.

  • Como é feita a inscrição?

    No item da reserva, colocas o teu nome, mail, nif (nº de contribuinte) e telefone e nós enviamos-te um formulário com todos os dados que precisamos para seguires viagem.

  • Quem compra os voos?

    Podes comprar tu ou o Fotoadrenalina, através dos nossos parceiros (agências de viagens). Lembramos que há vantagens em comprar com os nossos parceiros, já que se houver algum problema antes ou durante a viagem, a agência de viagens pode ajudar a resolver o problema. A agência de viagens cobra uma pequena taxa, mas compensa já que tens o apoio e a segurança deles na gestão do voo. Os problemas que acontecem no aeroportos, como overbooking, cancelamento de voos, greves, entre outros, só mesmo tratando no balcão da companhia aérea no aeroporto onde se encontra, a agência não consegue intervir nestes casos.

  • Quando são comprados os voos?

    Quando a viagem for confirmada pela equipa do Fotoadrenalina. Para isso, precisamos de um número mínimo de participantes, que são 6 pessoas. A partir da confirmação da viagem, enviamos um mail a todos os inscritos com a indicação dos horários dos voo do grupo e o preço do voo. Podes comprar por ti ou pelos nossos parceiros, mas têm de coincidir a hora de chegada ao destino e hora de partida do destino. Se não coincidir, as deslocações do aeroporto e o encontro com o grupo fica a cargo do participante.

  • Como são os alojamentos?

    Depende dos países e dos locais. Gostamos de dar “boa cama”, mas nem sempre há disponível a cama ideal. Pedimos sempre quartos com camas separadas e com quarto de banho no quarto, mas em locais mais remotos, por vezes as condições são diferentes e temos de ter a capacidade de aceitar que as condições não são iguais em todos os países do mundo. Se achas que queres mais privacidade e conforto quando vais dormir, podes pedir quarto individual, mas terás um custo extra associado (pede cotação ao Fotoadrenalina).

  • Quando pago a viagem?

    Após a inscrição e do formulário preenchido deves fazer o pagamento de 20% do valor total da viagem (excluindo os voos) Assim que a viagem seja confirmada pelo Fotoadrenalina, com o número mínimo, pedimos a todos os inscritos mais 30% do valor total e passamos a accionar os voos. Os restantes 50% do valor total é pedido 1 mês antes da data da viagem.

  • Esta viagem têm seguro?

    Sim, em todas as viagens é obrigatório fazer um seguro em viagem para o grupo, que é cobrado à parte. O seguro em viagem não paga tudo ou qualquer coisa (ver as condições da apólice no item do seguro em viagem). É preciso sempre o relatório do incidente e o comprovativo da despesa. O líder avisará a equipa do Fotoadrenalina em Portugal, que entrará em contacto com a seguradora para fazer todo o acompanhamento (não precisas de te preocupar). O seguro em viagem do Fotoadrenalina incluí situações de COVID-19, mas não de outra pandemia. Ao fazeres para as datas da viagem, estás também a fazer seguro de cancelamento da viagem, mesmo em situações de dares positivo ao Covid-19, antes da viagem. Ou outras situações graves que te impeçam de ir na viagem (Ver quais as condições).

  • O Fotoadrenalina passa fatura?

    Claro que sim. Na inscrição e nos dados do participante pedimos o NIF (nº de contribuinte) para todos os pagamentos serem emitidos faturas. A fatura final é passada depois da viagem realizada. Verifica sempre o spam, mas podes ver sempre no e-fatura no portal das finanças. Todas as faturas vêm em nome de TRAJECTO IMEDIATO, agência de viagens unipessoal, Lda, o representante legal do Fotoadrenalina, com o NIF 517210380.

  • Até quando posso desistir desta viagem?

    Podes desistir até a viagem estar confirmada e serão devolvidos os 10% pagos. Quando a viagem está confirmada, vamos pedir mais 15% e vamos também accionar os voos. A partir daqui será mais difícil reaveres o teu dinheiro, visto os voos são não reembolsáveis e já temos acordos com os parceiros (alojamento, atividades, etc). Os 25% já pagos ao Fotoadrenalina, só devolvemos em voucher, com validade de 1 ano para gastares em qualquer viagem. Os restantes 75% da viagem só são pagos 1 mês antes da viagem, mas se desistires após essa data, serão cobrados todos os serviços de terceiros já pagos. O restante não cobrado pelos parceiros será devolvido em voucher para gastares no prazo de 1 ano.

  • O que acontece se a viagem for cancelada?

    Todos os valores pagos serão devolvidos se for o Fotoadrenalina a desistir da viagem. Se a viagem for cancelada por motivos externos ao Fotoadrenalina, por exemplo em caso de uma pandemia, guerras, greves ou pelas entidades oficiais dos países, tentaremos com os parceiros a devolução do dinheiro, mas se não for possível, emitimos um voucher nos valores não cobrados com validade de 1 ano. Aconselhamos a todos os participantes fazerem seguro de cancelamento de viagem (ver condições).

  • Se tiver dúvidas como posso contatar o Fotoadrenalina?

    É melhor sempre enviar um mail para ficar registado e por escrito: info@fotoadrenalina.com Se for algo simples e/ou urgente podes enviar mensagem pelo WhatsApp ou ligar +351 916222009.

  • E se eu for um chato e quiser mesmo reclamar?

    Sabemos que o dia em que deixemos de reclamar, será um dia triste para a humanidade, por isso tens um livro oficial de reclamações, que podes accionar indo ao rodapé do site e clicar no “livro de reclamações”. Desejamos-te boa sorte.

OUTROS DESTINOS que também vais gostar...

RESERVA DE VIAGEM

Japão | 2024

Valor para reservar: (20% do valor total) 531,00€
Valor total: valor da experiência: 2.655,00€
×