Madagáscar | 2023

A grande ilha vermelha

Spots Fotográficos

Embondeiros | Pináculos | Vida Selvagem | Aldeias Piscatórias | Terraços de Arroz | Retratos Étnicos | Florestas Tropicais e Espinhosas

Adicionar favoritos Remover dos favoritos

A nossa viagem começa na capital, Antananarivo, onde ficaremos alojados na primeira noite e de onde partiremos em direção a sul pela cénica RN7. À medida que formos percorrendo esta estrada irão surgindo diversos motivos para fotografar como sejam montanhas de terra vermelha, terraços de arroz, casas de traça típica e bancas de venda de artesanato, de fruta ou até de brinquedos de madeira.

Passaremos pela cidade de Antsirabe, conhecida pelo seu cariz colonial e pelos seus riquexós chamados de pousse-pousse, pararemos em Ambositra para observar os artesãos a trabalhar a madeira segundo a arte Zafimaniry e continuaremos pelas paisagens deslumbrantes da região de Betsileo até à localidade de Ranomafana.

No Parque Nacional de Ranomafana, classificado como património mundial da humanidade pela UNESCO, caminharemos por floresta tropical luxuriante e observaremos algumas das espécies de lémures aí existentes, como o Sifaka de Milne Edwards ou o raro Lémur Dourado do Bambu, e um considerável número de aves, répteis, anfíbios e insetos como é o caso do Inseto Girafa. Surgirão fantásticos momentos para fotografia de natureza diurna e noturna, dado que também faremos uma caminhada à noite em busca de camaleões, anfíbios e lémures noturnos.

Viajamos para Ambalavao, não deixando de parar na cidade de Fianarantsoa onde poderemos visitar o seu centro histórico, cuja arquitetura retrata diferentes fases da evangelização de Madagáscar, bem como o estúdio fotográfico de Pierrot Men, um fotógrafo malgaxe internacionalmente conhecido.

Já em Ambalavao, poderemos contemplar a estética dos edifícios, observar o fabrico de papel Antaimoro e de seda selvagem e visitar um mercado Zebu, gado característico de Madagáscar e de grande importância a nível sociocultural. Avistaremos, ainda, o Maciço de Andringitra formado por grandes montanhas de rochas graníticas rodeadas de terraços de arroz, preparados de forma tradicional pelos Betsileo.

Regressados à RN7 continuamos em direção à vila de Ranohira, fazendo uma paragem na Reserva Anja para observar lémures de cauda anelada, camaleões e diferentes aves, entrando assim na região do Grande Sul. Será um dia repleto de paisagens diversas que irão surgindo ao longo do Planalto de Horombe até à zona de Isalo, em território da etnia Bara.

No Parque Nacional de Isalo, formado por um maciço de arenito com geomorfologia típica e formas fantásticas esculpidas pela erosão, sendo a Janela de Isalo a mais conhecida, caminharemos pelo desfiladeiro de Namaza, pelas piscinas naturais e por outras zonas do parque, e constataremos a originalidade da vegetação endémica e da fauna específica deste local único de vistas panorâmicas
deslumbrantes.

Ao viajarmos para sudoeste em direção a Toliary, atravessaremos vilas mineiras como Ilakaka, visitaremos o Parque Nacional de Zombitse-Vohibasia, onde veremos uma grande variedade de fauna e flora como Sifakas de Verreaux, um ou outro Lémur Desportivo de Hubbard ou embondeiros, e faremos uma breve paragem junto a túmulos da etnia Mahafaly. Com o aproximar à cidade de Toliary, a paisagem irá sofrendo alterações e o Canal de Moçambique começará a surgir no horizonte.

Pernoitaremos em Ambolimailaka, uma aldeia piscatória a norte de Ifaty, onde poderemos admirar a cor turquesa das águas do Canal de Moçambique e observar os pescadores Vezo, nas suas pirogas com velas coloridas, a irem para o mar.

Durante alguns dias iremos seguir ao longo da costa Oeste até à cidade de Morondava, passando por praias lindíssimas, por diversas áreas de embondeiros, por diferentes localidades e por vários rios.

Sairemos cedo desta cidade de modo a estarmos a tempo do nascer do sol na Avenida dos Embondeiros, um dos locais mais emblemáticos de Madagáscar, e assim aproveitarmos a luz do início do dia para fotografar estas árvores exóticas consideradas como sagradas para os malgaxes.

Prosseguiremos a caminho do Rio Tsiribihina, o qual será atravessado em barcaça até Belo sur Tsiribihina, para depois continuarmos até Bekopaka, onde chegaremos ao final do dia. Será um trajeto em que a aventura se misturará com paisagens extraordinárias e excelentes oportunidades fotográficas.

Em Bekopaka subiremos um pouco o Rio Manabolo em piroga, para observar cavernas com estalactites e estalagmites e os famosos túmulos do povo Vazimba, primeira etnia a habitar a ilha, e iremos ao Parque Nacional de Tsingy de Bemaraha, classificado como património mundial da humanidade pela UNESCO. Será certamente um dos pontos altos da viagem.

No Parque Nacional de Tsingy de Bemaraha iremos caminhar por um quase impenetrável labirinto de agulhas de calcário cinza, por pequenas grutas, por uma ponte suspensa e por floresta de diferentes características. Teremos a oportunidade de testemunhar e fotografar a beleza única e extraordinária desta extensa área de pináculos e de observar répteis, anfíbios, diversas aves e, com alguma sorte, o Sifaka de Deken e outros lémures.

O regresso a Morondava será efetuado pelo mesmo trajeto, com algumas pausas para observarmos um ou outro embondeiro mais peculiar e para voltarmos a admirar e a fotografar a Avenida dos Embondeiros desta vez ao pôr-do-sol.

A viagem de regresso a Antananarivo incluirá paragens para aproveitar as oportunidades fotográficas que surgirão à medida que formos atravessando diferentes paisagens e povoações, desde a costa oeste até às terras altas no planalto central da ilha, e para disfrutar um pouco mais da multiculturalidade deste país.

Ler mais

Aeroportos

Portugal > Antananarivo
Antananarivo > Portugal

Destinos

Antananarivo Parque Nacional de Ranomafana Fianarantsoa Reserva Anja Parque Nacional de Isalo Ambolimailaka Parque Nacional de Zombitse-Vohibasia Andavadoaka Belo sur Mer Avenida dos Embondeiros Parque Nacional de Tsingy de Bemaraha Lago Tritriva Antsirabe

Fotografia

Natureza
Paisagem
Vida animal
Retrato

Alojamento

Hotel
Resort
Ecolodge
Guest House
- em quarto duplo
[quarto individual
pedir cotação]

Transporte

Privado

Esforço

Baixo a Médio (em geral) e Médio Alto (caminhada no Grande Tsingy)

Nº Participantes

Min 6, Máx 12

Madagáscar | 2023

Programa da viagem

Voo de Portugal para Antananarivo (Madagáscar).
Noite no avião.

Chegada a Antananarivo.
Possibilidade de, dependendo da hora de chegada do voo, passear pela cidade.
Noite em hotel em Antananarivo.

Partida matinal, via Antsirabe e Ambositra, para Ranomafana.
Paragens para visitar um mercado tradicional, para observar os artesãos a trabalhar a madeira segundo a arte Zafimaniry e para almoço.
Noite em hotel em Ranomafana.

Caminhada matinal pela floresta tropical luxuriante do Parque Nacional de Ranomafana para observar diferentes espécies de lémures, de aves, de répteis, de anfíbios, de insetos ou de plantas.
Tarde livre para visitar Ranomafana.
Caminhada noturna junto ao Parque Nacional de Ranomafana para observação de vida selvagem.
Noite em hotel em Ranomafana.

Partida matinal, via Fianarantsoa e Ambalavao, para Ranohira.
Paragem em Fianarantsoa para visitar o seu centro histórico e, se possível, o estúdio do fotógrafo Pierrot Men.
Paragem em Ambalavao para almoço.
Caminhada na Reserva Anja para observar lémures de cauda anelada, camaleões e diversas aves.
Noite em hotel em Ranohira.

Caminhada no Parque Nacional de Isalo para observação da sua geomorfologia típica e da vida selvagem aí existente.
Ida em viatura até à “Fenêtre de l´Isalo” para assistir ao pôr-do-sol.
Noite em hotel em Ranohira.

Ida de Ranohira, via Ilakaka, Sakaraha e Toliary, para Ambolimailaka (Ifaty).
Caminhada no Parque Nacional de Zombitse-Vohibasia onde se poderá ver uma grande variedade de fauna e flora.
Paragem em Toliary para almoço.
Possibilidade de, dependendo da hora, visitar o Honko Mangrove Conservation Centre.
Noite em hotel em Ambolimailaka.

Caminhada matinal pela praia para observar os pescadores Vezo a irem para o mar e para visitar uma aldeia piscatória.
Ida ao longo da costa Oeste desde Ambolimailaka, via Ankasy e Salary, até Andavadoaka.
Paragens para aproveitar as oportunidades fotográficas que surgirão à medida que formos atravessando diferentes paisagens e aldeias.
Noite em resort em Andavadoaka.

Manhã livre em Andavadoaka com a possibilidade de caminhar até uma aldeia piscatória, de fazer um passeio de piroga ou de simplesmente relaxar na praia.
Ida de Andavadoaka para Morombe com algumas paragens para disfrutar da paisagem.
Noite em guesthouse em Morombe.

Ida de Morombe, via Bevoay, para Belo sur Mer. Trata-se de um percurso longo mas que atravessará diferentes tipos de paisagem, cursos de água e pequenas povoações.
Travessia do Rio Mangoky em barcaça.
Possibilidade de, dependendo da hora de chegada, dar um passeio junto à costa.
Noite em ecolodge em Belo sur Mer.

Visita matinal à vila de Belo sur Mer.
Ida de Belo sur Mer para Morondava.
Possibilidade de, dependendo da hora de chegada, dar um passeio pela cidade.
Noite em hotel em Morondava.

Saída do hotel ainda de madrugada de modo a estarmos a tempo do nascer do sol na Avenida dos Embondeiros, um dos locais mais emblemáticos de Madagáscar.
Continuação da viagem, via Tsimafana e Tsiribihina sur Mer, para Bekopaka.
Travessia do Rio Tsiribihina e do Rio Manambolo em barcaça.
Noite em hotel em Bekopaka.

Subida matinal do Rio Manambolo em piroga.
Ida em viatura até ao Grande Tsingy.
Caminhada pela “Floresta de Pedra” no Parque Nacional de Tsingy de Bemaraha, onde poderemos observar répteis, anfíbios, diversas aves e, com alguma sorte, alguns lémures.
Noite em hotel em Bekopaka.

Regresso de Bekopaka para Morondava.
Paragem no Embondeiro Sagrado e no Embondeiro Amoroso para uma breve visita.
Paragem na Avenida dos Embondeiros para assistir ao pôr do sol e disfrutar, uma vez mais, deste magnífico local.
Noite em hotel em Morondava.

Ida de Morondava, via Miandrivazo, para Antsirabe.
Paragem para almoço e para aproveitar as oportunidades fotográficas que possam surgir à medida que formos atravessando diferentes paisagens e localidades desde a costa oeste até às terras altas no planalto central da ilha.
Visita ao Lago Tritriva.
Noite em hotel em Antsirabe.

Ida de Antsirabe, via Ambatolampy, para Antananarivo.
Voo de Antananarivo para Portugal.
Noite no avião.

Chegada a Portugal.

LIDER DA VIAGEM

Rui Arco
O acompanhamento pelo fotógrafo/viajante que idealizou a experiência fotográfica para o grupo, organizou toda a logística em conjunto com o Fotoadrenalina e parceiros, mas sobretudo vai estar contigo todos os dias para te levar aos lugares mais incríveis deste destino.

Mais detalhes sobre a viagem

Transportes

INCLUÍDO:

Do aeroporto > hotel > aeroporto, quando realizado em conjunto com o líder.
Transporte privado em viatura 4x4 durante a viagem.
Travessia dos rios em barcaça.

NÃO INCLUÍDO:

Deslocamo-nos da forma mais barata dentro das localidades, a pé. Há sempre a opção de usar outro
transporte, por conta de cada um.

Atividades

INCLUÍDO:

Entrada nos quatro Parques Nacionais mencionados no programa.
Caminhadas nos quatro Parques Nacionais mencionados no programa.
Caminhada noturna junto do Parque Nacional de Ranomafana.
Visita à Reserva Anja.
Visita à Avenida dos Embondeiros.
Passeio de piroga no Rio Manambolo.
Visita ao Embondeiro Amoroso.
Visita ao Embondeiro Sagrado.
Visita ao Lago Tritriva.

NÃO INCLUÍDO:

Passeio de piroga em Andavadoaka (20€/ atividade facultativa e dependente das condições
meteorológicas existentes).
Visita ao Honko Mangrove Conservation Centre (5€ aprox.)
Visita ao centro histórico de Fianarantsoa (gratificação ao guia local).

ALOJAMENTO

INCLUÍDO:

Todas as noites referidas no programa.

NÃO INCLUÍDO:

Não aplicável.

Alimentação

INCLUÍDO:

Todos os pequenos-almoços e piquenique em 2 dias.

NÃO INCLUÍDO:

Almoços e jantares. Poderá gastar entre 10€ a 20€, aproximadamente, por refeição.

Madagáscar | 2023

Sobre o destino:

Moeda

Ariary (MGA)

MeteoROLOGIA

Entre 15º e 30º

PASSAPORTE

Obrigatório, com validade superior a 6 meses, a partir do último dia de viagem.

Visto

É necessário e pode ser pedido no aeroporto.
Os cidadãos que não tenham nacionalidade Portuguesa devem verificar nas embaixadas do seu país.

Fuso HORÁRIO

+ 3 horas que Portugal Continental.

Saúde

É aconselhada uma consulta de viajante, que deverá agendar com antecedência para que seja efetuada 6 a 4 semanas antes da partida.
Deve ter sempre as suas vacinas em dia.
O seguro de viagem é obrigatório (realizado pelo Fotoadrenalina).
Informações sobre Covid-19 serão dadas mais perto da viagem.

Segurança

É um país seguro, no entanto à noite nas cidades não é aconselhado passear.
Aconselha-se os cuidados normais de segurança, sobretudo com o material fotográfico, documentação e dinheiro.

TelecomUNICAÇÕES

Madagáscar +261
Para Portugal +351

As 14 perguntas que devo ler antes de viajar

São para todos os que gostam de viajar. Apenas juntamos à viagem a oportunidade de fotografar.

Não, mas gostamos de juntar à viagem a oportunidade e o tempo para fotografar. Podes fotografar com um telefone ou com uma câmara reflex, mas queremos que registes o teu olhar para recordares e partilhares. É uma viagem com oportunidades fotográficas, onde podes também aprender, praticar e partilhar dúvidas, mas não é um workshop em viagem.

Partimos do princípio que sim, mas depende mais de ti, do que de nós. Deves ter a capacidade de aceitar em viagem o imprevisto, o cansaço, as adversidades e relativizar os problemas que possam surgir. Deves sempre tratar bem os outros participantes e nunca falar mal deles. É importante gostares de conviver com pessoas, já que vais viver com elas 24 horas por dia. Deves ter sentido de humor, porque ajuda a tornar uma situação negativa em positiva. No entanto, 99% das vezes a viagem corre bem.

Varia, os grupos são pequenos dentro das 6 a 12 pessoas. Como vais com um líder, temos de ter um mínimo de 6 pessoas.

No item da reserva, colocas o teu nome, mail e telefone e nós enviamos-te um formulário com todos os dados que precisamos para seguires viagem.

Podes comprar tu ou o Fotoadrenalina, através dos nossos parceiros (agência de viagens). Lembramos que há vantagens em comprar com os nossos parceiros, já que se houver algum problema antes ou durante a viagem, não tens de te preocupar, a agência de viagens trata de tudo. A agência de viagens cobra uma pequena taxa, mas compensa já que tens sempre o apoio e a segurança deles na gestão do voo.

Quando a viagem for confirmada pela equipa do Fotoadrenalina. Para isso, precisamos de um número mínimo de participantes, que são 6 pessoas. A partir da confirmação da viagem, enviamos um mail a todos os inscritos com a indicação dos horários dos voo do grupo e o preço do voo. Podes comprar por ti ou pelos nossos parceiros, mas têm de coincidir a hora de chegada ao destino e hora de partida do destino. Se não coincidir, as deslocações do aeroporto e o encontro com o grupo fica a cargo do participante.

Depende dos países e dos locais. Gostamos de dar “boa cama”, mas nem sempre há disponível a cama ideal. Pedimos sempre quartos com camas separadas e com quarto de banho no quarto, mas em locais mais remotos, por vezes as condições são diferentes e temos de ter a capacidade de aceitar que as condições não são iguais em todos os países do mundo. Se achas que queres mais privacidade e conforto quando vais dormir, podes pedir quarto individual, mas terás um custo extra associado (pede cotação ao Fotoadrenalina).

Após a inscrição e do formulário preenchido deves fazer o pagamento de 10% do valor total da viagem (excluindo os voos) Assim que a viagem seja confirmada pelo Fotoadrenalina, com o número mínimo, pedimos a todos os inscritos mais 15% do valor total e passamos a accionar os voos. Os restantes 75% do valor total é pedido 1 mês antes da data da viagem.

Sim, em todas as viagens é obrigatório fazer um seguro em viagem para o grupo, que é cobrado à parte. O seguro em viagem não paga tudo ou qualquer coisa (ver as condições da apólice no item do seguro em viagem). É preciso sempre o relatório do incidente e o comprovativo da despesa. O líder avisará a equipa do Fotoadrenalina em Portugal, que entrará em contacto com a seguradora para fazer todo o acompanhamento (não precisas de te preocupar). O seguro em viagem do Fotoadrenalina incluí situações de COVID-19, mas não de outra pandemia. Ao fazeres para as datas da viagem, estás também a fazer seguro de cancelamento da viagem, mesmo em situações de dares positivo ao Covid-19, antes da viagem. Ou outras situações graves que te impeçam de ir na viagem (Ver quais as condições).

Cada país e cada viagem têm condições diferentes de entrada, mas é enviada informação para cada viagem aos participantes após a inscrição. Há seguro de cancelamento de viagem e durante a viagem com condições específicas para o covid-19.

Podes desistir até a viagem estar confirmada e serão devolvidos os 10% pagos. Quando a viagem está confirmada, vamos pedir mais 15% e vamos também accionar os voos. A partir daqui será mais difícil reaveres o teu dinheiro, visto os voos são não reembolsáveis e já temos acordos com os parceiros (alojamento, atividades, etc). Os 25% já pagos ao Fotoadrenalina, só devolvemos em voucher, com validade de 1 ano para gastares em qualquer viagem. Os restantes 75% da viagem só são pagos 1 mês antes da viagem, mas se desistires após essa data, serão cobrados todos os serviços de terceiros já pagos. O restante não cobrado pelos parceiros será devolvido em voucher para gastares no prazo de 1 ano.

Todos os valores pagos serão devolvidos se for o Fotoadrenalina a desistir da viagem. Se a viagem for cancelada por motivos externos ao Fotoadrenalina, por exemplo em caso de uma pandemia, guerras, greves ou pelas entidades oficiais dos países, tentaremos com os parceiros a devolução do dinheiro, mas se não for possível, emitimos um voucher nos valores não cobrados com validade de 1 ano. Aconselhamos a todos os participantes fazerem seguro de cancelamento de viagem (ver condições).

É melhor sempre enviar um mail para ficar registado e por escrito: info@fotoadrenalina.com Se for algo simples e/ou urgente podes enviar mensagem pelo WhatsApp ou ligar 916222009.

Sabemos que o dia em que deixemos de reclamar, será um dia triste para a humanidade, por isso tens um livro oficial de reclamações, que podes accionar indo ao rodapé do site e clicar no “livro de reclamações”.

OUTROS DESTINOS que também vais gostar...

Viagens Fotoadrenalina

RESERVA DE VIAGEM

Madagáscar | 2023

Valor para reservar: (10% do valor total) 187,00€
Valor total: valor da experiência: 1.870,00€
×